Homem esmaga cabeça da ex-mulher com pedra de 10 kg na frente da filha

Almerinda e o pedreiro Daniel Lopes de Souza, 42 anos, estavam separados há quatro meses. Eles deixaram de viver juntos depois de um caso de agressão do marido à mulher que o levou a prisão.
A empregada doméstica Almerinda Ferreira Suim, 36 anos, foi assassinada a pedradas diante da filha de 13 anos em Vila Velha, no Espírito Santo. Segundo a polícia, o crime foi cometido pelo ex-marido na terça-feira, no bairro Terra Vermelha II.

Almerinda e o pedreiro Daniel Lopes de Souza, 42 anos, estavam separados há quatro meses. Eles deixaram de viver juntos depois de um caso de agressão do marido à mulher que o levou a prisão. Desde então, Almerinda tinha uma medida protetiva de segurança contra Daniel.

Quando o pedreiro saiu da prisão, ele não procurou a ex-mulher, mas na noite da terça ficou esperando Almerinda sair da chácara onde trabalhava, a cerca de 100 m de casa. A doméstica saiu com a filha por volta das 19h. Ela foi então esganada e atacada a pedradas. 

A filha gritou e implorou que o pai não atacasse a mãe, mas ele continuou as agressões e esmagou a cabeça de Almerinda com uma pedra de 10 kg.

Almerinda era mãe de outros três filhos. Daniel fugiu depois de matar a ex-mulher, mas foi preso na manhã desta quinta-feira. Ele foi ouvido e confessou o crime à Polícia Civil.

Fonte: correio24horas.com.br
Mais informações...

Mulher compra linguiça recheada com maconha e só descobre quando a coloca para assar

Uma família de Paranaguá, no litoral do Paraná, se surpreendeu ao fazer um churrasco no feriado de Tiradentes, na última terça-feira (21). A moradora da casa afirmou que comprou linguiça recheada de maconha em um supermercado da região. "Ela só percebeu a substância quando colocou a linguiça, tipo toscana, para assar. Ela contou que o cheiro exalou pela casa toda e chamou a atenção de quem participava do churrasco", explicou o delegado Nilson Santos Diniz. A mulher procurou a delegacia para fazer a denúncia e registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.). O produto foi apreendido pela polícia na manhã de quarta-feira (22), de acordo como G1, e será encaminhado para perícia. O delegado explicou que ainda não há confirmação de que a substância se trata de maconha e que por isso é necessário aguardar a conclusão da perícia. "Se for constatado que, de fato, é maconha, seria uma conduta prevista na lei de drogas. Se não for maconha, se for qualquer outro tipo de substância, poderia caracterizar um crime contra relação de consumo", explicou Diniz. A pedido da polícia, que está investigando o caso, o nome do supermercado não foi divulgado.

Fonte: Bahia Notícias
Mais informações...

Ministério da Educação prorroga renovação de contratos do Fies até 29 de maio

Uma portaria do Ministério da Educação (MEC) publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24) prorrogou o prazo para que estudantes com contratos já vigentes no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) possam realizar a renovação do financiamento. O prazo terminaria no dia 30 de abril. Agora, os estudantes têm até o dia 29 de maio. Para a adesão de novos contratos, no entanto, foi mantido o prazo inicial. De acordo com a assessoria do MEC, até a tarde desta quinta-feira (23) cerca de 1,6 milhão do total de 1,9 milhão de contratos vigentes já tinham sido aditados, e 242 mil novos contratos tinham sido feitos pelo site do Fies. 

Em nota divulgada pela pasta, o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, afirmou que o MEC tomou essa decisão, em conjunto com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), "para dar mais segurança e tranquilidade aos estudantes que ainda buscam aditar seus contratos no sistema". Ribeiro voltou a afirmar que a prioridade do Fies é com o estudante, e por isso  "todos os contratos serão renovados". "O aluno pode ficar tranquilo porque todas as renovações serão asseguradas", disse o titular da pasta, durante o programa de rádio "Bom Dia Ministro". Em manutenção desde o dia 1º de janeiro, o site do Fies tem apresentado problemas e dificultado o acesso dos estudantes.

Fonte: Bahia Notícias
Mais informações...

Pai estuprava filha junto com amigos há mais de seis anos

Três homens foram presos nessa quarta-feira (22) acusados de estuprar uma adolescente de 15 anos de idade, no município de São Sebastião. De acordo com a Polícia Civil de Alagoas, um dos acusados de estuprar a menor, que tem distúrbios mentais, é o próprio pai, identificado como Cícero Paulino da Silva, de 52 anos, conhecido como “Puche”.

Além de Cícero Paulino, também foram detidos Josevaldo Pereira, de 41 anos, o “Pilunga” e José Aureliano dos Santos, de 56 anos, o “Zezé”. Ambos são acusados de estuprar a adolescente com a autorização do pai da vítima.

A prisão foi efetuada por policiais civis do 86º Distrito Policial de São Sebastião, com o apoio de militares do GPM local, sob o comando do delegado Renivaldo Batista. Os acusados foram localizados e detidos no povoado Gado Bravo de Baixo e no bairro Peroba, Zona Rural do município.
De acordo com o chefe de Operações do 86º DP, Joseildo Santos, as investigações apontaram que o pai da vítima, Cícero Paulino, estuprava a filha com os outros dois acusados em sua própria residência. Este crime ocorria desde os nove anos de idade da menor.

Segundo informações policiais, a adolescente detalhou que seu pai além de abusá-la sexualmente, após consumir bebidas alcoólicas com os outros dois homens, a obrigava a fazer atividades domésticas.
O inquérito policial foi instaurado após requisição do Ministério Público, através do promotor da Comarca de São Sebastião, Claudio Pinheiro. Os três foram presos, depois que a Polícia Civil investigou, ouviu testemunhas e solicitou exame de conjunção carnal, que comprovou o crime. Os mandados de prisão foram expedidos pela juíza Joyce Araújo dos Santos.

Fonte: Cada Minuto-  com informações da PC/AL
Mais informações...

Eleitores em situação irregular terão título cancelado após 4 de maio

A irregularidade também pode gerar dificuldades para obter empréstimos em bancos oficiais e participar de concorrência pública ou administrativa.
 Eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições terão o título cancelado se não comparecerem ao cartório eleitoral até 4 de maio. Para realizar o procedimento, é necessário levar documento oficial com foto. Para verificar se o título está passível de cancelamento, o interessado deve acessar o site. Segundo informações do iBahia, a Justiça Eleitoral considera cada turno de votação como uma eleição. Além de ficar impedido de votar, quem não regularizar a situação não poderá obter passaporte, ser empossado em cargo público ou renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. A irregularidade também pode gerar dificuldades para obter empréstimos em bancos oficiais e participar de concorrência pública ou administrativa.

IBahia
Mais informações...